EFEBruxelas

A União Real Belga de Sociedades de Futebol (URBSFA) anunciou esta terça-feira que multou, pelos seus comentários homofóbicos nas celebrações do campeonato, o capitão do Genk, Leandro Trossard, que aceitou a sanção.

"A Federação condena todo o tipo de comportamento homofóbico. Os comentários de Leandro Trossard são diametralmente opostos aos valores que a URBSFA defende, tais como a inclusão e a tolerância", afirmou a federação belga em comunicado.

O jogador, de 24 anos, tinha respondido a um polémico canto dos adeptos dizendo que "todos os fazendeiros são homossexuais", em alusão ao vocábulo flamenco para "fazendeiros" ("boeren"), que também se usa para se referir aos adeptos do Bruges, segundo classificado na liga.

"Trossard também violou o código de conduta da seleção", acrescentou a Federação belga no seu documento, embora o médio ainda não se tenha estreado a seleção A.

A Federação belga, no entanto, indicou que "toma nota das rápidas desculpas transmitidas" pelo jogador, mas ameaçou-o com "sanções desportivas em caso de reincidência".

O dinheiro, cujo montante não foi divulgado, será destinado "a uma boa causa", precisou a União Real Belga de Sociedades de Futebol.