EFERedação de Desporto

A FIFA vai usar tecnologia semi-automatizada e inteligência artificial para a deteção do fora de jogo no Mundial do Catar de 2022, com o objetivo de "tomar decisões mais rápidas, precisas e fiáveis" na competição futebolística mais importante do mundo.

A bola terá no seu interior uma unidade de medida inercial (IMU, siglas em inglês), que enviará um pacote de dados 500 vezes por segundo à sala de vídeo, o que permitirá detetar com absoluta precisão o momento exato em que é pontapeada.

Além disso, a nova melhoria tecnológica estará acompanhada por doze câmaras instaladas debaixo da coberta de cada estádio para captar os movimentos da bola e até 29 pontos de dados de cada jogador, que serão captados 50 vezes por segundo.

Com a mistura de dados de acompanhamento das extremidades dos jogadores e da bola, e através da inteligência artificial, a nova tecnologia fornece um aviso automático à sala de vídeo sempre que a bola for para um avançado que se encontrava em posição irregular quando o seu colega a enviou.