EFEMadrid

Luís Figo, ex-jogador do Real Madrid e do Barcelona, assegurou nunca ter sentido racismo no balneário da equipa catalã, algo denunciado pelo francês Emmanuel Petit numa entrevista.

"Na minha época isso não aconteceu, nunca senti racismo no balneário. Antes pelo contrário. Era estrangeiro e com quem melhor me dava era com os espanhóis. Na minha etapa não senti nenhum tipo de racismo e é estranho, porque normalmente em qualquer balneário há bom ambiente. Se não, não se consegue os objetivos", assinalou.

O português vai ser um dos representantes da equipa GoldStandard Estrelas do Mundo que vai enfrentar a equipa de Lendas da Seleção espanhola num jogo benéfico que será realizado no próximo 21 de dezembro no Wanda Metropolitano.

Na apresentação deste evento, Figo falou ainda do próximo Clássico entre as duas equipas espanholas pelas quais passou, mostrando-se confiante de que a segurança não irá ser um problema: "Joguei em Barcelona, não estava garantida a minha segurança e houve jogo. Não vejo por que não deva ser jogado. Hoje em dia, se queres garantir a segurança fá-lo, é a minha opinião. Mudar datas de jogos tão importantes é dar força às pessoas que o querem reivindicar".