EFEBuenos Aires

A Associação do Futebol Argentino (AFA) decretou esta quarta-feira sete dias de luto após a morte de Diego Armando Maradona, a quem a entidade descreveu como um dos maiores ídolos de todos os tempos.

Num comunicado divulgado no seu site oficial, a AFA afirmou que adotou a iniciativa para acompanhar o luto nacional decretado pelo Poder Executivo. Além disso, os jogadores do campeonato argentino vão usar braçadeiras pretas durante todos os jogos programados para este período.

A entidade também informou que as suas instalações administrativas e desportivas vão estar fechadas, medida que foi recomendada para clubes e ligas de todo o país "como um sinal do merecido reconhecimento de Diego".

Por sua vez, a Liga Profissional do Futebol Argentino determinou que a atual Taça da Liga, disputada pelas equipas da primeira divisão, vai mudar de nome.

"Em homenagem ao inesquecível capitão da seleção argentina, a Taça da Liga Profissional será chamada Taça Diego Armando Maradona", afirmou a entidade.

Maradona morreu esta quarta-feira aos 60 anos de idade de um ataque cardíaco sofrido numa casa na cidade de Tigre, Buenos Aires, onde estava a recuperar de uma recente operação a hematoma subdural.