EFELisboa

O futebol japonês está a ganhar força na Liga Portugal, especialmente no Portimonense, uma equipa agora muito conhecida no país nipónico e que nas últimas horas apresentou o guarda-redes internacional Kosuke Nakamura.

A apresentação aconteceu numa conferência de imprensa inusitada, já que entre o presidente do Portimonense, Rodiney Sampaio, e Nakamura foi colocada uma figura a escala real em cartão do japonês Tsukasa Shiga, diretor-executivo da empresa Ceremony Tve, principal patrocinador do clube português.

Nakamura surpreendeu os jornalistas quando disse que o Portimonense é um clube "famoso no Japão".

A odisseia japonesa em Portimão começou em 2017 com a chegada do internacional Shoya Nakajima, um extremo esquerdo que agora joga no Porto.

Nesta equipa, que luta pela permanência na primeira divisão portuguesa, joga também o lateral direito Koki Anzai, que chegou em 2019 vindo do Kashima Antlers e que ganhou um lugar no onze inicial do treinador Paulo Sérgio.

Kosuke Nakamura, de 25 anos, assegurou que chega a Portugal com o objetivo de ganhar a titularidade entre os postos e, assim, conseguir um espaço com a seleção japonesa, com a qual já se estreou, e representar o seu país nos próximos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A sinergia entre o futebol japonês e o Portimonense também ficou patente neste mercado de inverno, já que a equipa do Algarve emprestou o guarda-redes Shuichi Gonda, também nipónico, ao Shimizu, da J-League.

A Liga Portugal recebeu recentemente mais um internacional japonês, o médio Morita, de 25 anos, que trocou o Kawasaki pelo Santa Clara, assinando pelo clube dos Açores até 2024.