EFELondres

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, disse esta sexta-feira que quer que Bernardo Silva continue no clube inglês, atual campeão da Premier League, mas reconheceu que não sabe o que vai acontecer com o jogador português, pretendido por equipas como o Barcelona ou o Paris Saint-Germain.

Durante a conferência de imprensa de antevisão do primeiro jogo da Premier League do City, uma deslocação ao campo do West Ham no domingo, o técnico espanhol assinalou que, "por vezes, os caminhos se separam", depois de ser perguntado pela saídas de vários pesos pesados neste verão e, concretamente, da possível saída de Silva.

"O desejo do jogador é, sobretudo, o mais importante. Claro, iria adorar que o Bernardo continuasse aqui, é um futebolista especial para nós. Mas não sei o que vai acontecer", aceitou Guardiola.

O treinador catalão enfrenta com filosofia a possível saída do médio português, dizendo que o "futebol é assim" e que nestas situações "o desejo do jogador" é que manda.

"Não vou ser eu a travar o desejo de uma pessoa. A vida de um futebolista é tão curta, sem dares conta está a acabar. O jogador terá que se sentar para falar com o clube, eu nunca me envolvi nisso", explicou Guardiola.

Bernardo Silva é apontado a vários clubes europeus, com o Barcelona como o candidato mais forte, mas o técnico "citizen" sublinhou que não tem conhecimento de que a equipa inglesa tenha recebido uma oferta concreta: "Nada. Também nada na última época", acrescentou.

"O Bernardo está pronto, está a treinar muito bem e está pronto para domingo. Isso é tudo", disse Guardiola.