EFELondres

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, disse esta terça-feira que não vai dar uma opinião definitiva sobre a nova Superliga europeia até ter "toda a informação", mas advertiu que não se pode chamar desporto a uma competição na qual o êxito não depende do esforço.

O futebol "não é desporto quando a relação entre o esforço e o êxito, entre o esforço e a recompensa, não existe. Não é desporto quando o êxito está garantido de antemão. Não é desporto quando não importa se perdes", refletiu Guardiola em conferência de imprensa.

"Não é justo quando uma equipa luta, luta e luta, chega até ao mais alto, mas não se pode classificar porque o êxito já estava garantido para outros poucos clubes", acrescentou o técnico.

Ao ser questionado pelos jornalistas acerca do projeto da Superliga que doze clubes europeus, entre eles o Manchester City, anunciaram esta semana, o ex-futebolista optou pela cautela.

"Irei adorar poder ser mais claro quando tivermos toda a informação", disse Guardiola, que assegurou que conheceu a intenção da Superliga de anunciar o projeto "umas horas antes" da publicação do comunicado na noite de domingo.