EFERoma

A Juventus despediu-se esta sexta-feira do espanhol Álvaro Morata e do argentino Paulo Dybala, que terminam contrato neste 30 de junho e não vão continuar no clube na próxima época.

"Termina a aventura de Álvaro Morata na Juventus. O avançado espanhol, emprestado pelo Atlético de Madrid nas duas últimas épocas, diz adeus pela segunda vez às cores 'bianconeri'", informou o clube em comunicado.

Morata nunca escondeu o seu desejo de continuar na 'Vecchia Signora', e o seu treinador, o italiano Massimiliano Allegri, sempre o teve em boa consideração.

No entanto, segundo a imprensa italiana, os dois clubes não chegaram a acordo para a continuidade do internacional espanhol em Turim. A 'Juve' tentou reduzir o preço de compra -fixado em 35 milhões de euros-, mas o Atlético de Madrid rejeitou a proposta

Morata regressa assim ao Atlético de Madrid com dois 'Scudetti', três Taças e duas Supertaças de Itália, e com o seu futuro por resolver ao longo do verão com os olhos postos no Mundial do Catar de 2022.

"Boa sorte no futuro, Álvaro. E obrigado por tudo!", acrescentou o clube turinês.

Quem também não vai continuar é Dybala, apontado ao Inter de Milão, depois do seu clube dos últimos sete anos ter decidido prescindir dos seus serviços para o novo projeto.

"Chegou quando era uma jovem e talentosa promessa, e agora despede-se da 'Juve' com uma grande experiência que o tornou no campeão que é; a carreira de Paulo Dybala vai continuar longe de Turim", expressou a Juventus.

Dybala deixa o clube onde se consolidou como futebolista com 115 golos, tornando-se no nono melhor marcador da história da Juventus, e doze títulos: 5 'Scudetti', 4 Taças de Itália e 3 Supertaças de Itália.