EFEMadrid

A Liga espanhola anunciou este sábado num comunicado oficial que vai denunciar o Paris Saint-Germain junto da UEFA, dos órgãos competentes da União Europeia e das autoridades administrativas e fiscais de França pela renovação de Kylian Mbappé, alegando procurar defender "o ecossistema económico do futebol europeu e da sustentabilidade do mesmo".

"Face ao possível anúncio de Kylian Mbappé de permanecer no Paris Saint-Germain, a LaLiga (Liga espanhola) quer manifestar que este tipo de acordos atentam contra a sustentabilidade económica do futebol europeu, pondo em perigo a médio prazo centenas de milhares de postos de trabalho e a integridade desportiva, não só das competições europeias, como também das nossas Ligas domésticas", afirmou a entidade.

O organismo presidido por Javier Tebas não considera justo que um clube como o Paris Saint-Germain enfrente uma renovação com valores bastante elevados depois de apresentar resultados económicos negativos nos últimos anos.

"É escandaloso que um clube como o PSG, que na época passada perdeu mais de 220 milhões de euros, depois de acumular perdas de 700 milhões de euros nas ultimas épocas (inclusivamente declarando rendimentos por patrocínios de quantias muito duvidosas), com um custo de plantel desportivo à volta de 650 milhões para esta época de 21/22, possa fazer frente a um acordo destas características enquanto aqueles clubes que podiam assumir a chegada do jogador sem ver a sua massa salarial comprometida fiquem sem o poder contratar", assinala.