Lisboa, 1 de Agosto (EFE) - Lisboa foi escolhida pela UEFA para receber uma final sem precedentes da Liga dos Campeões, tarefa para a qual a capital portuguesa já começou a preparar-se, especialmente nos estádios designados para receber os jogos, e ainda no meio de certas restrições devidas ao coronavírus.

Oito são escolhidos para jogar esta fase final para serem jogados num único jogo. Por agora, apenas o Atlético de Madrid, PSG, Atalanta e Leipzig estão certamente presentes, enquanto outros quatro deverão emergir dos confrontos Manchester City-Real Madrid, Barcelona-Nápoles, Juventus-Olympique de Lyon e Bayern-Chelsea.

Serão disputados um total de sete jogos (quatro quartos de final, duas meias-finais e a final), o que poderá deixar cerca de 50,4 milhões de euros nos cofres da cidade, tal como estimado num relatório do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM).