EFEMadrid

O presidente da federação espanhola de futebol, Luis Rubiales, anunciou esta quarta-feira que o selecionador de Espanha, Luis Enrique, pediu demissão do cargo devido a problemas pessoais, e que será substituído pelo auxiliar Robert Moreno.

A situação do antigo treinador da Roma e do Barcelona era alvo de muitas especulações depois de abandonar a concentração na véspera do jogo com Malta, para a fase de qualificação do Europeu de 2020, em março. Além disso, Enrique também não trabalhou nos recentes compromissos com as Ilhas Faroé e a Suécia.

Luis Enrique assumiu o comando dos campeões mundiais de 2010 há quase um ano, após a participação no Mundial da Rússia, em substituição do interino Fernando Hierro, que, por sua vez, sucedeu ao demitido Julen Lopetegui, dois dias antes da estreia da 'La Roja' no torneio.