EFERedação de Desporto (EUA)

O lendário Michael Jordan, dono dos Charlotte Hornets da NBA, fez uma doação de dois milhões de dólares à organização de caridade "Feeding America", dedicada ao combate à fome nos Estados Unidos, no âmbito do Dia de Ação de Graças, celebrado esta quinta-feira no país.

Num comunicado oferecido pelo portal online TMZ Sports, Jordan disse que o dinheiro vem dos honorários que obteve do documentário "The Last Dance".

"Nestes tempos desafiantes e num ano de dificuldades imagináveis devido à covid-19, é mais importante do que nunca fazer uma pausa e agradecer", assinalou Jordan. "Fico orgulhoso de estar a doar receitas adicionais do The Last Dance à Feeding America e aos seus bancos alimentares membros nas Carolinas e Chicago para ajudar a alimentar quem tem fome nos Estados Unidos".

Jordan, de 57 anos, também participou ativamente na promoção e doação a causas benéficas ao longo da sua carreira na NBA como jogador e dono de equipa.

Antes do reinicio da época da NBA, Jordan e a marca com o seu nome anunciaram uma doação de 100 milhões de dólares por 10 anos que será utilizada para ajudar a "garantir a igualdade racial, a justiça social e um maior acesso à educação".

Jordan, que obteve uma participação maioritária nos Hornets em 2010, entrou no Salão da Fama do Basquetebol Mundial Naismith Memorial em 2009 depois de uma carreira de 15 épocas com os Chicago Bulls, com quem ganhou seis títulos da NBA, e com os Washington Wizards.