EFERedação Central

O presidente do comité organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Toshiro Muto, classificou esta quinta-feira como "boato irresponsável" a possibilidade de que o evento seja cancelado por causa do surto de coronavírus.

O dirigente garantiu que todo o planeamento vai continuar em frente, de acordo com o que está estipulado.

Muto deixou claro hoje, num encontro com representantes do Comité Olímpico Internacional (COI), que a organização local não está a considerar "adiar ou cancelar" os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, que terão início a 24 de julho e 25 de agosto, respetivamente.

O presidente da Vila Olímpica da capital japonesa, Saburo Kawabuchi, admitiu que existe preocupação pela epidemia, mas destacou que o clima no país durante o evento não será favorável ao micro-organismo que surgiu na China.

"A temporada de chuvas no Japão poderá derrotar o vírus", garantiu.

O Ministério da Saúde japonês anunciou esta quinta-feira a morte de uma pessoa que estava infetada pela coronavírus. A mulher, de 80 anos de idade, que vivia na cidade de Kanagawa, ao sul de Tóquio, é a primeira vítima no país por causa da epidemia.