EFELisboa

Otávio Edmilson da Silva, médio brasileiro do Porto, reconheceu esta segunda-feira em conferência de imprensa que a equipa sabe da dificuldade do jogo da segunda-mão dos quartos de final da Liga dos Campeões contra o Chelsea, embora "nada está perdido".

Tal como na primeira-mão, o encontro será disputado no estádio Ramón Sánchez-Pizjuán de Sevilha, onde o Porto perdeu por 0-2.

"Vai ser um jogo diferente", disse o ala brasileiro, que apontou que os "dragões" podem conseguir a reviravolta caso façam "um jogo equilibrado" no ataque e defesa e estando conscientes da necessidade de marcar.

"Há que acreditar", concluiu o médio, que recordou o "apoio incondicional" que sempre recebeu dos adeptos portistas.

Por sua parte, o treinador Sérgio Conceição apelou à capacidade de resiliência do seu plantel e à "confiança" para poder passar às meias-finais, dizendo que deverão jogar de forma "equilibrada", sem descuidar do plano defensivo, e também "sem ansiedade" de marcar rápido.