EFEParis

O presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noel Le Graet, considera que Kylian Mbappé será algum dia "o número um" e que já "marcou o Mundial" da Rússia.

"Tem 19 anos e uma maturidade excepcional, tanto no campo como fora. Além disso, é muito discreto com os seus colegas, não diz 'eu, eu', mesmo depois do jogo contra a Argentina, quando podia tê-lo feito", indicou Le Graet numa entrevista publicada hoje pelo jornal "Le Figaro".

O presidente da FFF indicou que apesar de se ter estreado num Mundial, o jogador dá a impressão "que estava aí há muito tempo", e afirmou que "se continua assim, será o número 1 de longe".

"Messi e Ronado vão ganhando idade. Creio que vai ficar justamente atrás desses grandes jogadores. Já conseguiu marcar o Mundial e faltam-lhe dois jogos para fazê-lo ainda melhor", disse.

Le Graet também destacou o comportamento do lateral Benjamin Pavard e Lucas Hernández, "que se instalaram na equipa como se lá estivessem há anos", e a N'Golo Kanté, "que mereceria mais artigos na imprensa".

Além disso, acrescentou que toda a equipa "comporta-se com uma grande amabilidade", inclusivamente Adil Rami, o único jogador de campo que não jogou nem um minuto.

O presidente da FFF afirmou que Didier Deschamps é "o melhor treinador do mundo" e que o vê mais sereno neste Mundial que em competições anteriores.

Le Graet precisou que considera que a Bélgica, o seu rival nas meias-finais de amanhã, é uma equipa muito parecida com a França, "com jogadores brilhantes tecnicamente habituados às grandes competições".