EFERedação de desporto

O Sporting venceu esta segunda-feira a Liga dos Campeões de futsal depois de derrotar o Barcelona na final por 3-4, dando a volta ao marcador em apenas 5 minutos depois de ter ido para o intervalo a perder por 2-0.

O clube catalão não consegue assim revalidar a sua coroa, em parte devido à intensidade dos lisboetas na segunda metade do encontro.

O Barça assumiu a sua condição de favorito logo ao entrar na pista de Zadar (Croácia) e o Sporting não discutiu esse papel, demonstrando dificuldades em parar os jogadores azulgranas.

Os espanhóis adiantaram-se no marcador logo ao primeiro minuto do jogo graças a um golo de Marcênio, e aos 18 fizeram o 2-0 com um golo de Ximbinha.

Longe de se render, o Sporting voltou para a segunda parte com ânimo renovado, impulsionado pelo irreverente Zicky, e conseguiu empatar o encontro em poucos minutos.

Um golo aos 26 de Zicky e outro logo aos 28 de Erick Mendonça empataram o encontro, enquanto um de João Matos aos 31 deu a vantagem para os "leões" e a reviravolta no marcador em apenas 5 minutos.

Apesar de abalado, o Barcelona reagiu e colocou Daniel como guarda-redes-avançado a quatro minutos do fim, o que teve o efeito contrário ao desejado. No primeiro ataque de cinco, Ferrão perdeu a bola e Varela aproveitou a interceção para fazer o 2-4.

O Barcelona continuou a tentar e, com Daniel ainda vestido de guarda-redes, conseguiu marcar aos 38 por Ferrão, mas não foi suficiente para impedir a vitória leonina.

Com este triunfo, o Sporting coroa-se campeão europeu, algo que já tinha conseguido em 2019.