EFERoma

O italiano Stefano Pioli, ex-técnico do Inter de Milão ou da Fiorentina, tornou-se esta quarta-feira no novo treinador do Milan, assinando por duas temporadas, em substituição do demitido Marco Giampaolo.

"O AC Milan comunica que entregou a direção técnica da primeira equipa a Stefano Pioli. Junta-se ao Milan com um contrato bienal", lê-se no comunicado oficial difundido pelo clube milanês, que destituiu esta terça-feira Giampaolo.

A direção desportiva do Milan decidiu mudar de técnico após um começo de temporada muito complicada, no qual a equipa perdeu quatro encontros e ganhou três nas primeiras sete jornadas da Série A.

O último triunfo por 2-1 no campo do Génova não foi suficiente para Giampaolo, que perdeu o posto após apenas 111 dias de trabalho, garantir a posição.

Pioli terá pela frente a tarefa de mudar a dinâmica de uma temporada que vê o Milan na décima terceira posição, com 9 pontos, menos dez que o líder Juventus. A zona da Liga dos Campeões, objetivo do clube, está a quatro pontos de distância.

O treinador italiano, que fará 54 anos a 20 de outubro, treinou ao longo da sua carreira equipas como o Parma, Chievo, Palermo, Bolonha, Lazio, Inter e Fiorentina, do qual apresentou a demissão em outubro passado depois de uma sequência de nove partidos sem vitórias.

"O clube deseja a Stefano e aos seus colaboradores umas calorosas boas-vindas", lê-se no comunicado de apresentação de Pioli, que terá dez dias para trabalhar com o plantel durante a pausa de seleções e que se vai estrear no próximo domingo, 20 de outubro, em San Siro contra o Lecce.