EFELondres

O Tribunal de Arbitragem Desportivo (TAD) retirou esta segunda-feira a sanção de dois anos de não poder disputar competições europeias que a UEFA impôs ao Manchester City, que já vai poder jogar a Liga dos Campeões na próxima temporada.

O TAD concluiu, depois de ouvir as apelações do City, que o clube inglês não camuflou "fundos de capital" como "receitas de patrocinadores", falhando apenas na sua cooperação com as autoridades da UEFA.

A sanção de dois anos sem competir na Europa é levantada, enquanto a multa económica foi reduzida de 30 milhões de euros a 10 milhões.