EFERedação Central

O treinador do Al Sadd, Xavi Hernández, admitiu esta quinta-feira que na semana passada recebeu uma proposta do Barcelona para ocupar o lugar de Ernesto Valverde, mas que recusou a oferta.

O ex-jogador do Barça vai comandar esta quinta-feira o clube catariano na final da Taça do Catar, na qual irá decidir o título contra o Al Duhail.

Na conferência de imprensa antes do jogo decisivo, Xavi confessou que não era o momento ideal para voltar ao Barcelona.

"Sim, recebi uma proposta do Barcelona (oferecida pelo secretário técnico, Eric Abidal, e o diretor-geral, Óscar Grau). Não a aceitei porque me pareceu muito precipitada. Continuo a querer treinar o Barcelona num dia, mas é um pouco cedo", comentou.

Segundo o treinador, a proposta recebida desconcentrou-o da equipe catariana por alguns dias: "Agora estou a pensar nesta final".

Com a recusa de Xavi, o Barcelona contratou Quique Setién, que estava sem clube desde 2019, após treinar o Betis por duas temporadas.

"Gosto de Setién como treinador do Barcelona, gosto da maneira como ele trabalha. Espero que tenha sucesso", disse.