EFELondres

O naturalista britânico David Attenborough, famoso pelos documentários sobre a vida silvestre e a crise climática, ressaltou que o mundo começou a tomar nota da ameaça do plástico e está a "mudar" os hábitos.

"Acho que estamos todos a mudar o nosso comportamento", disse Attenborough à BBC após ter sido, juntamente com a unidade de História Natural dessa emissora, declarado hoje vencedor do prémio Chatham House, outorgado pelo Instituto Real de Relações Exteriores de Londres, pelo seus documentários Blue Planet II.

"Este é o começo e as pessoas de todos os setores da sociedade sabem o que está a acontecer, é algo mau, horrível, e vemos claramente que é infligido no mundo natural", assinalou o naturalista sobre o impacto do plástico nas alterações climáticas.

"De modo que, de alguma maneira, é uma prova de fogo ver se a população se preocupa por isto", acrescentou.

Esse "think-tank" concede este galardão às pessoas ou organizações que ajudam a melhorar as relações internacionais.

O diretor do instituto, Robin Niblett, qualificou a poluição pelo uso do plástico como "um dos mais graves desafios enfrentado pelos oceanos do mundo".

Niblett acrescentou que Attenborough e a BBC têm tido um trabalho "fundamental" em destacar este problema às audiências.

"Blue Planet II estimulou uma apaixonante agenda global e gerou um "comportamento claro" por parte da população, acrescentou.

Muitas empresas de venda de comida rápida, por exemplo, têm começado a substituir o plástico por outros materiais descartáveis.