EFELondres

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, deu positivo para coronavírus, informou esta sexta-feira o político num vídeo partilhado no Twitter.

"Nas últimas 24 horas senti sintomas leves e dei positivo para coronavírus", disse o líder conservador na gravação.

Johnson acrescentou que embora se tenha "isolado", vai continuar a "liderar a resposta do Governo através de videoconferência" contra a pandemia.

Entre os sintomas detetados, o "premier" teve, segundo o próprio, "uma febre e tosse persistente".

"Não tenho dúvidas de que posso continuar, graças à magia da tecnologia moderna, a comunicar com a minha equipa para liderar a luta nacional contra o coronavírus", disse Johnson, que saudou a atitude de "todos os envolvidos" na batalha, entre eles a "equipa maravilhosa do NHS", o serviço de saúde público britânico.

Um porta-voz oficial de Downing Street -residência do primeiro-ministro- revelou que, "após apresentar sintomas leves ontem, Boris Johnson foi testado, seguindo o conselho pessoal do consultor médico do Estado, Chris Whitty".

"O teste foi realizado no seu gabinete no número 10 pelos profissionais do NHS e o resultado foi positivo", disse a fonte.

O porta-voz acrescentou que "seguindo as diretrizes, o primeiro-ministro isolou-se em Downing Street", de onde vai continuar a chefiar o Governo.

Até ao momento há 11.658 contágios de COVID-19 no Reino Unido e 584 falecimentos.