EFEBruxelas

A Comissão Europeia (CE) está confiante de que a União Europeia (UE) vai poder começar a abrir as suas fronteiras externas a partir de julho, depois de concluir até o final deste mês a suspensão das restrições internas entre os Estados-Membros.

"O próximo grande desafio irá ser como proceder com as restrições nas fronteiras externas da UE. Existe um forte consenso entre os Estados-Membros quanto à necessidade de que primeiro precisamos abrir internamente e depois passar para as fronteiras externas", afirmou nesta sexta-feira, a comissária do Interior, Ylva Johansson, no final de uma videoconferência com ministros do Interior da UE.

A comissária lembrou que a recomendação de Bruxelas relativa às restrições a viagens não essenciais para países terceiros irá terminar no próximo dia 15 e acrescentou que "quase todos os estados-membros expressaram forte preferência, hoje, por estender esse período".