EFENova Iorque

A aguardada reunião de "Friends", que teve que ser adiada por causa da pandemia, vai finalmente começar a ser gravada em pouco mais de um mês, revelou esta quarta-feira o ator David Schwimmer, que interpretou Ross Geller.

"Vai acontecer. Na verdade, daqui a pouco mais de um mês, vou para Los Angeles", disse o ator de 54 anos numa conversa com o apresentador de rádio Andy Cohen na "SiriusXM".

"Finalmente encontramos uma maneira de gravar com segurança, e haverá uma parte que vamos gravar no exterior por causa, sabes, dos protocolos de segurança", completou.

Schwimmer, Jenniffer Aniston (52 anos), Courteney Cox (56), Lisa Kudrow (57), Matt LeBlanc (53) e Matthew Perry (51) deviam ter-se reunido para este especial que irá para o ar na plataforma HBO Max em maio de 2020, mas a pandemia do coronavírus atrasou o projeto.

A imprensa dos Estados Unidos publicou que cada um dos atores vai receber entre 2,5 e 3 milhões de dólares pela participação no encontro.

Apesar de milhões de fãs de "Friends" estarem há anos ansiosos por novos episódios da série, o especial de reencontro não será um episódio fictício como tal, mas sim um programa de estilo "retrospectiva", com entrevistas com o elenco.

De momento desconhece-se quem vai conduzir tais entrevistas, mas Schwimmer descartou a apresentadora Ellen DeGeneres e o ator Billy Crystal.

Até 2020, "Friends" foi transmitido na Netflix, mas a Warner desembolsou mais de 400 milhões de dólares para recuperar a série e integrá-la como um dos diamantes da HBO Max, onde pode ser vista desde maio.

A sitcom estreou a 22 de setembro de 1994 e terminou em 2004, com dez temporadas de sucesso após 236 episódios no ar. Ainda hoje, é um fenómeno para inúmeros fãs à volta do mundo que ainda estão dispostos a assistir inúmeras vezes, em repetições na TV ou em plataformas digitais, as histórias de Rachel, Monica, Phoebe, Joey, Chandler e Ross em Nova Iorque.