EFESão Paulo

A Amazónia brasileira perdeu 9.762 quilómetros quadrados da sua cobertura vegetal entre agosto de 2018 e julho de 2019, o que representa o maior nível de desflorestação desde 2008, segundo informou esta segunda-feira o Governo.

A taxa de desflorestação entre agosto de 2018 e julho de 2019 subiu 29,5% a respeito do mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados oficiais do estatal Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).