EFEGirona (Espanha)

Espanha prevê contar com a sua própria vacina contra o coronavírus ao longo de 2021, segundo disse esta sexta-feira o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, que definiu este projeto da farmacêutica Hipra como um dos mais "esperançosos" para sair da pandemia.

Sánchez visitou esta sexta as instalações da farmacêutica espanhola na localidade de Amer, na província catalã de Girona (nordeste), onde ressaltou a importância da vacinação como "a grande esperança" para vencer a crise.

"Vão chegar à volta de 87 milhões de doses a Espanha entre abril e setembro, pelo que vamos garantir este ano a vacinação de todos" os espanhóis, disse Sánchez, cujo objetivo é que 70% da população do país esteja vacinada até finais do verão.

O projeto da farmacêutica Hipra é um dos mais avançados dos que estão a ser desenvolvido em Espanha, prevendo dar início a testes clínicos em junho e produzir 400 milhões de doses durante 2022.

Sánchez manifestou otimismo com o projeto da Hipra porque "é fundamental que a indústria catalã e espanhola seja capaz de dar a nossa própria resposta a esta pandemia".

Espanha tem na atualidade várias linhas de investigação a desenvolver projetos para criar uma vacina contra a covid-19, entre as quais a da Hipra se destaca como uma das mais promissoras, ao lado da das equipas do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), o organismo estatal de investigação.

A Hipra é uma farmacêutica com 38 filiais distribuídas por todo o mundo e especialista em vacinas para a saúde animal, mas com a pandemia de coronavírus passou para a saúde humana, abrindo uma nova linha investigadora com dois projetos para desenvolver um soro contra a covid-19.