EFEJoanesburgo

Os especialistas de referência na luta contra a pandemia na África do Sul mostraram-se esta segunda-feira cautelosamente otimistas relativamente à capacidade das vacinas existentes em prevenir a covid-19 grave com a nova variante Ómicron, mas auguram um rápido aumento dos contágios para os próximos dias.

"Baseando-nos no que sabemos, e em como outras variantes de preocupação têm reagido à imunidade vacinal, podemos esperar que ainda vejamos uma alta eficácia frente à hospitalização e doença grave", indicou esta segunda em conferência de imprensa virtual o professor Salim Abdool Karim, um dos cientistas líderes no combate à covid-19 na África do Sul.

"É provável que a proteção das vacinas se mantenha forte. Não sabemos isto de forma definitiva, os estudos estão a ser feitos, mas com base no que sabemos, podemos esperar que este seja o cenário provável, que as vacinas se mantenham bem em termos de prevenir as hospitalizações porque dependem mais da imunidade das células T e menos dos anticorpos", acrescentou.

Segundo este especialista, a África do Sul poderá oferecer mais dados em duas ou três semanas, mas as predições atuais baseiam-se principalmente na experiência com mutações que já estavam presentes em outras variantes anteriores -como a alfa, beta, gama e delta- que embora possuírem um "verdadeiro grau de escape à resposta imunitária anterior", os casos graves ainda podem ser combatidos com as vacinas.

Além disso, dos crescentes casos que estão a ser observados nestes dias na África do Sul e que os especialistas consideram que podem ser causados pela omicron, de momento os positivos e, sobretudo, as hospitalizações afetaram muito mais as pessoas não vacinadas.

Porém, a Ómicron parece mais propensa a escapar à imunidade dos anticorpos gerada naturalmente por contágios anteriores, pelo que se espera uma maior taxa de reinfeção nas pessoas não vacinadas.

Apesar de tudo, Karim também ressaltou que a nova variante apresenta um alto número de mutações e que, apesar de algumas serem conhecidas, outras são totalmente novas e o seu impacto é desconhecido.