EFEViena

O ex-piloto austríaco Niki Lauda, triplo campeão do mundo de Fórmula Um, faleceu, segundo anunciou a sua família em comunicado.

"Anunciamos com grande dor que o nosso querido Niki faleceu pacificamente a 20 de maio de 2019, rodeado da sua família", comunicaram os próximos do piloto e empresário de 70 anos.

Lauda tinha-se submetido no verão passado a um transplante do pulmão que o obrigou a estar hospitalizado vários meses, e em janeiro deste ano teve que voltar a ser internado por causa de uma gripe que contraiu durante o natal anterior em Ibiza (Espanha), onde o ex-piloto tinha a sua segunda residência.

Lauda tinha feito 70 anos em fevereiro passado.

"As suas conquistas únicas como desportista e como empresário são e serão sempre inesquecíveis. O seu dinamismo inesgotável, a sua retidão e a sua coragem serão um modelo e uma referência para todos nós", lembrou a sua família.

Lauda já tinha sido submetido a transplantes de rim em 1997 e 2015, neste último caso graças à doação do órgão por parte da sua então namorada e agora viúva Birgit.