EFEWashington

O Fundo Monetário Internacional (FMI) advertiu hoje que "uma profunda recessão na Europa é já inevitável" em 2020 devido à pandemia do coronavírus, já que cada mês de quarentena económica subtrai 3% do PIB anual.

"Nas principais economias da Europa, os serviços não essenciais fechados por decreto representam cerca de um terço da produção. Isto significa que cada mês em que estes sectores permanecem fechados se traduz numa queda de 3% do produto interno bruto (PIB) anual", disse o diretor do Departamento de Europa da instituição, Poul Thomsen.

Itália e Espanha, a terceira e quarta economia da Zona Euro, estão praticamente paralisadas ao serem os dois países mais afetados pela pandemia; e outras grandes economias como a Alemanha e a França aplicaram restrições severas à circulação e à atividade.