EFELondres

As economias mais desenvolvidas do mundo, reunidas no G7, chegaram a um acordo "histórico" em Londres no sábado sobre a reforma do sistema tributário global, anunciou o ministro britânico da Economia, Rishi Sunak.

O acordo vai exigir que as gigantes multinacionais da tecnologia façam a sua contribuição fiscal, disse Sunak em comunicado publicado na sua conta no Twitter.

Os ministros do G7 -Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Canadá, Itália e Japão- concordaram em se comprometer com uma taxa corporativa mínima de 15%.