EFE

São Paulo/

O humorista Jô Soares, uma das maiores estrelas da televisão brasileira, faleceu esta sexta-feira aos 84 anos num hospital de São Paulo.

José Eugênio Soares, conhecido como Jô Soares, teve uma presença permanente nas televisões brasileiras desde os anos cinquenta e introduziu no país formatos como a comédia "stand-up" ou "late-night shows", importados dos Estados Unidos.

O humorista e apresentador comandou programas de grande sucesso como o "Programa do Jô", um "late-night" com entrevistas em tom de humor, que foi emitido entre 2000 e 2016 na Globo.

O seu currículo confunde-se com a história da televisão brasileira, desde o seu aparecimento como ator em programas humorísticos emitidos ao vivo pela emissora Record como "A Família da Alegria" (1956) e "A Família Trapo", nos anos 60.

No auge da sua carreira fez "Viva o Gordo", um programa de variedades que foi para o ar na Globo na década de 80 e cujo nome fazia referência ao excesso de peso do humorista.

Jô Soares abraçou esse mote durante o resto da sua carreira. No final dos seus programas, despedia-se do público com "um beijo do Gordo".

A causa do falecimento de Jô Soares, nascido no Rio de Janeiro em 1938, não foi divulgada pela família do humorista nem pelo hospital onde estava internado desde o passado 28 de julho.