EFERotterdam (Holanda)

A banda italiana Maneskin declarou-se hoje a vencedora da 65ª edição da Eurovisão graças aos 524 pontos obtidos pela sua canção "Zitti e buoni", uma música de "rock de garagem" na sua língua, com cordas ágeis na linha de The White Stripes ou Franz Ferdinand.

O triunfo, o terceiro na história deste país e o primeiro desde que Toto Cutugno o alcançou em 1990 com "Insieme: 1992", ocorreu numa gala no Ahoy Rotterdam, na cidade holandesa de mesmo nome., dois anos após o último festival devido à eclosão da pandemia e com 3.500 participantes como público.

O espanhol Blas Cantó concluiu, com a canção "Vou a quedarme", na posição 24, muito longe de um pódio no qual o segundo lugar foi para a francesa Bárbara Pravi com 499 pontos para a canção "Voilà" e o terceiro para o suíço Gjon's Tears, com" Tout l'univer", com 432 pontos.

O resto do "top 10" foi completado pela Islândia (378), Ucrânia (364), Finlândia (301), Malta (255), Lituânia (220), Rússia (204) e Grécia (170).