EFE

Sanxenxo (Espanha)

O rei emérito de Espanha, Juan Carlos I, irá regressar ao país no próximo fim de semana, pela primeira vez desde agosto de 2020, para assistir a uma regata de vela na localidade de Sanxenxo (Galiza, noroeste).

A visita do Juan Carlos foi confirmada esta terça-feira pelo autarca dessa localidade galega, Telmo Martín.

O rei emérito vive em Abu Dhabi desde agosto de 2020, após um escândalo financeiro relacionado com o suposto recebimento de alegadas comissões milionárias para as obras do comboio de alta velocidade (AVE) para Meca (Arábia Saudita), entre outros assuntos, que já foram arquivados pela Justiça espanhola.

O rei Felipe VI falou com o seu pai por telefone no domingo passado e ambos combinaram encontrar-se em Madrid quando o rei emérito regressar a Espanha.

O jornalista espanhol Fernando Onega anunciou ontem na estação de rádio Onda Cero a presença de Juan Carlos I na regata de Sanxenxo, e disse que, antes do evento, "será recebido em Zarzuela (sede do chefe de Estado espanhol e antiga residência do rei emérito)".

A Casa Real não confirmou até agora nem a data nem o local a onde o monarca regressará.

A Procuradoria Anticorrupção espanhola arquivou no último 2 de maio os casos que tinha em aberto, um sobre o alegado recebimento de 65 milhões de euros em comissões para a construção do comboio de alta velocidade Medina-Meca, outro sobre se tinha recebido doações não declaradas e um terceiro sobre se tinha escondido fundos em paraísos fiscais.

Uns dias depois, Juan Carlos I transmitiu ao filho o desejo de "considerar" o seu regresso a Espanha, "embora não imediatamente".