EFELisboa

A Mercadona foi distinguida como "Empresa do ano" pela Federação de Câmaras Oficiais de Comércio de Espanha na Europa, África, Ásia e Oceânia (Fedecom).

Segundo um comunicado divulgado hoje pela Mercadona, o secretário de Estado de Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, entregou ontem à noite o prémio à diretora de Relações Externas da Mercadona em Portugal, Elena Aldana, em Lisboa.

Em julho deste ano, a Mercadona começou a sua expansão em Portugal com a abertura de 4 supermercados na região do Porto, e em setembro inaugurou a sua quinta loja no distrito de Braga.

"Espanha e Portugal são parceiros importantes e sentimo-nos honrados de ser o país eleito pela Mercadona no seu primeiro processo de internacionalização", disse Eurico Brilhante Dias

Mercadona conta com 1.100 empregados em território português, número que irá aumentar com a abertura de outros cinco supermercados que pretende pôr em funcionamento antes do fim do ano.

Eduardo Barrachina, presidente da Fedecom, afirmou durante a cerimónia que "num mundo marcado por incertezas políticas, económicas e sociais, a expansão internacional da Mercadona torna-se numa clara referência que reflete a capacidade de adaptação das nossas empresas".

Para Elena Aldana, "este prémio é resultado do esforço conjunto de todos os que formamos a Mercadona, só assim se consegue criar uma grande empresa com um grande modelo".

A cadeia fechou 2018 com 1.636 lojas, 85.800 empregados em Espanha, um faturamento de 24.305 milhões de euros e um investimento de 1.504 milhões de euros.

Além disso, tem um impacto económico na economia espanhola equivalente a 1,9% do PIB e é responsável por 630.000 postos de trabalho diretos e indiretos.