EFEBruxelas

A alta representante da União Europeia para a Política Exterior, Federica Mogherini, ressaltou hoje que a posição do bloco comunitário é "muito clara" a respeito do acordo pactuado com o Irão para que o seu programa nuclear seja pacífico, e assegurou que este "está a funcionar".

"A UE tem e expressou uma posição muito clara sobre o acordo nuclear (...) Está a funcionar, está a dar resultados na sua principal meta, que é manter controlado e sob estreita vigilância o programa nuclear iraniano", indicou Mogherini à imprensa após reunir-se com o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Jawad Zarif.

"Hoje não há dúvidas que o Irão está a cumprir com a sua parte. Espero que os nossos aliados americanos o respeitem também", disse por sua parte o chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian, que também assistiu ao encontro junto ao seu homólogo britânico, Boris Johnson, e alemão, Sigmar Gabriel.

Mogherini lembrou que o Organismo Internacional de Energia Atómica (OIEA) "confirmou em nove relatórios que o Irão cumpre totalmente com os compromissos que fez sob o acordo", selado entre Teerão e o chamado Grupo 5+1 (Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e China).

"A sua continuada e bem sucedida aplicação garante que o programa nuclear iraniano continua a ser exclusivamente pacífico", enfatizou.

A política italiana lembrou que se trata de um acordo "multilateral e aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU com uma resolução, é um elemento chave da arquitetura global para a não-proliferação nuclear e é crucial para a segurança da região mas também da Europa", nuns tempos de "elevada ameaça nuclear".

Mogherini também disse que expressaram ao Irão "preocupações relacionadas com outros assuntos", tais como o seu programa de mísseis balísticos e as crescentes tensões na região.

"Estes temas estão fora do alcance do acordo nuclear e são e serão abordadas no seu formato e fóruns apropriados", apontou.

Também foram abordadas as manifestações da semana passada, nas quais morreram duas dezenas de pessoas: "Falamos brevemente dos últimos eventos internos no Irão", disse Mogherini.

A chefe da diplomacia comunitária considerou "essencial" a "unidade" da comunidade internacional para preservar um acordo muito criticado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, já que ao seu julgamento "está a funcionar" e "evita uma escalada de armas nucleares na região".

"Esperamos que todas as partes continuem a aplicar este acordo", concluíu.