EFELima

O ex-presidente do Peru, Alan García, morreu na manhã desta quarta-feira num hospital em Lima enquanto passava por cirurgia, após disparar contra si mesmo na cabeça.

García tentou suicidar-se quando estava prestes a ser detido devido a uma ordem judicial emitida por supostos crimes de corrupção vinculados ao caso Odebrecht.

A situação legal de García complicou-se depois de que no domingo foi divulgado que a construtora Odebrecht, em acordo de delação premiada com a Justiça peruana, revelou que o ex-secretário da Presidência e o seu filho José Antonio Nava receberam 4 milhões da empresa para a concessão do contrato de construção da Linha 1 do Metro de Lima.