EFERio de Janeiro

O número de mortos na tragédia provocada pela rutura de uma barragem da empresa Vale na cidade brasileira de Brumadinho subiu para 157, enquanto as autoridades continuam com os trabalhos de busca de 182 desaparecidos, segundo o último balanço divulgado esta quinta-feira pela Proteção Civil do estado de Minas Gerais.

De acordo com esse balanço, entre os desaparecidos estão 55 funcionários da Vale.

Os outros 127 desaparecidos são moradores da região e turistas que estavam nos arredores da barragem, segundo informou o porta-voz da Proteção Civil, o tenente-coronel Anderson Passos.

As atividades de busca e resgate continuaram esta quinta-feira apesar do mau tempo e 50 homens, apoiados por 16 máquinas escavadeiras, removeram a lama em diferentes pontos da área afetada pela tragédia.

Os trabalhos de resgate foram ajudados por 250 aparelhos de geolocalização, segundo a corporação.

A reconstrução da ponte que é a principal via de acesso ao município de Brumadinho também começou esta quinta-feira.

As obras foram assumidas pela Vale e, segundo o porta-voz da Proteção Civil, estarão concluídas em três semanas.