EFENairobi

Os novos compromissos dos países são insuficientes para reduzir as emissões de gases de efeito de estufa, o que poderá provocar uma subida da temperatura do planeta de 2,7 graus centígrados já este século -acima do objetivo de 1,5 graus relativamente à era pré-industrial- alertou esta terça-feira a ONU.

A advertência faz parte do "Relatório sobre a Lacuna de Emissões" de 2021, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA) cinco dias antes do início em Glasgow (Escócia) da Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP26), o principal fórum político para enfrentar a crise climática.

"Para ter uma hipótese de limitar o aquecimento global a 1,5 graus, temos oito anos para reduzir quase para metade as emissões de gases de efeito de estufa (…). O relógio faz um tic-tac alto", salientou a diretora-executiva do PNUA, Inger Andersen, com sede em Nairobi, após o relatório ter sido divulgado.