EFEEstrasburgo (França)

O eurodeputado e ex-presidente catalão Carles Puigdemont discursou pela primeira vez esta terça-feira no Parlamento Europeu com uma defesa do direito à autodeterminação.

Num breve discurso, no marco de um debate sobre as prioridades da atual presidência croata da União Europeia, Puigdemont disse que o direito de autodeterminação é "a melhor solução para resolver conflitos territoriais".

"Os políticos europeus têm que dar um passo em frente e desenvolver um mecanismo europeu que desenvolva o direito à autodeterminação, porque a repressão não pode ser a solução", disse o líder independentista, que fez o seu breve discurso em inglês.

Após o discurso, o Presidente do Parlamento perguntou a Puigdemont se aceitava dois cartões azuis solicitados, ou seja, dois pedidos de outros eurodeputados de responder ao seu discurso, mas o político catalão recusou.

Um deles veio da líder do PP no Parlamento Europeu, Dolors Montserrat, e o outro correspondeu a Luis Garicano, do Ciudadanos, explicaram à Efe fontes parlamentares.