EFEMoscovo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou esta terça-feira que o seu país conseguiu ser o primeiro no mundo a registar uma vacina contra o novo coronavírus.

"Esta manhã registou-se, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra o novo coronavírus", disse o chefe do Kremlin numa reunião com o Gabinete de Ministros.

Segundo o presidente, a vacina russa é "eficaz", passou em todas as provas necessárias e permite uma "imunidade estável" face à COVID-19.

O presidente russo acrescentou que uma das suas filhas já recebeu a vacina e que se sente "bem".

"Espero que em breve possamos começar a produzir este medicamento em massa", assinalou Putin durante a reunião.

O líder russo acrescentou que a vacinação será voluntária.

Putin mostrou a sua confiança em que os países estrangeiros também poderão desenvolver as suas vacinas contra a COVID-19 em breve.

"Espero que os nossos colegas no estrangeiro também continuem com o seu trabalho e haja no mercado de fármacos e vacinas mais medicamentos que possam ser utilizados", afirmou.

A Rússia é atualmente o quarto país no mundo em número de contágios do novo coronavírus, com 897.599 casos confirmados, mais 4.945 que ontem, segundo os últimos dados oficiais.