EFEBrasília

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, convocou hoje aos seus ministros da área política para analisar em reunião de emergência a situação do seu antecessor e padrinho político Luiz Inácio Lula da Silva, que foi levado pela Polícia para prestar declarações sobre assuntos de suposta corrupção.

Fontes oficiais disseram à Efe que na reunião participam os ministros da presidência, Jaques Wagner, da Secretaria, Ricardo Berzoini, Informação, Edinho Silva, e Justiça, Wellington Lima, assim como o advogado geral do país, José Eduardo Cardozo.

A reunião foi convocada por Rousseff depois da Polícia Federal ter iniciado uma vasta operação vinculada à corrupção na estatal Petrobras, que começou com uma revista à residência de Lula, assim como a casas de membros da sua família e alguns empresários próximos ao ex-mandatário.