EFELisboa

O cidadão alemão suspeito do desaparecimento da britânica Madeleine McCann, identificado como Christian B., esteve preso em Portugal duas vezes antes do desaparecimento da criança, por crimes de furto.

Segundo o semanário português Expresso, o novo suspeito esteve entre março e dezembro de 2006 na cadeia de Portimão, no Algarve, por roubo de combustível e deixou a prisão cinco meses antes do desaparecimento de Madeleine.

Anteriormente, em 1999, ele já tinha cumprido mais dois meses de prisão em Portugal, na cadeia de Évora, por "pequenos furtos".

O alemão deixou o país em 2007, ano do desaparecimento da criança britânica, mas voltou nove anos depois, quando foi preso novamente para ser extraditado à Alemanha para cumprir pena pelo crime de abuso sexual de menores, segundo o semanário português.