EFEWashington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu hoje que os legisladores encaram "a última oportunidade" para resolver antes de 5 de março o futuro do programa Daca, que protege da deportação 690 mil jovens imigrantes ilegais que chegaram ao país ainda crianças e que são conhecidos como "sonhadores".

"As negociações sobre o Daca começaram", afirmou Trump na sua conta do Twitter, um dia depois do Senado dos EUA ter votado a favor de abrir um debate sobre o programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância, que deve expirar a 5 de março.

"Não seria maravilhoso se (os democratas e os republicanos) pudessem finalmente, após tantos anos, resolver o quebra-cabeças do DACA? Esta vai ser a nossa última oportunidade, não haverá outra mais! 5 de março", acrescentou o líder.

Em setembro, Trump anunciou que acabaria com o programa, impulsionado em 2012 pelo ex-presidente Barack Obama, e deu ao Congresso até 5 de março para aprovar uma alternativa que oferecesse uma solução migratória permanente a esses jovens.

Dentro das negociações sobre orçamento das últimas semanas, o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, acordou com a oposição democrata que permitiria um debate sobre imigração no plenário da Câmara Alta.

Trump ofereceu dar uma saída à cidadania de 1,8 milhão de jovens imigrantes ilegais desde que o Congresso solucionasse as suas preocupações sobre a imigração legal e desse 25.000 milhões de dólares para erguer o muro com o México e reforçar a segurança fronteiriça.

A oposição democrata, por sua vez, criticou Trump por usar o futuro dos sonhadores como moeda de troca política e exige uma solução exclusiva para estes jovens.