EFESão Francisco

O Twitter anunciou esta segunda-feira que a partir de agora, e até às eleições presidenciais nos Estados Unidos, na próxima semana, vai alertar os utilizadores preventivamente diante da possibilidade de encontrarem informações falsas na plataforma.

A empresa já tem regras de uso rígidas e mecanismos para suprimir ou ocultar notícias que considere falsas, mas esta será a primeira vez que vai alertar os utilizadores de que podem encontrar conteúdos que não foram aprovados pelos verificadores.

Durante os próximos dias, os utilizadores nos EUA que se ligarem à rede social verão mensagens destacadas na parte superior do ecrã, como "talvez encontre informações erradas sobre o voto por correio" ou "talvez os resultados eleitorais se atrasem".

Essas mensagens serão acompanhadas de links para outros sites com mais informações sobre as questões "mais comuns sobre as quais estão notícias falsas a circular", informou o chefe de integridade da plataforma, Yoel Roth.

No início de outubro, o Twiter já antecipou que vai corrigir os candidatos e utilizadores que atribuírem a vitória eleitoral antes do anúncio oficial ou sem que meios de comunicação independentes tenham noticiado.

Devido à grande quantidade de votos por correio esperada para este ano, por causa da pandemia de covid-19, existe a possibilidade de que a contagem demore mais do que o habitual.

O Twitter também enfatizou que eliminará qualquer mensagem que incentive intervenções no processo eleitoral ou qualquer ato violento.