EFEMadrid

O máximo organismo do futebol europeu, a UEFA, a associação de clubes europeus ECA, as Ligas Europeias e a LaLiga espanhola vão estar representadas no encontro da indústria futebolística 'Soccerex Europe' nos próximos dias 5 e 6 de setembro em Oeiras (Portugal).

O secretário-geral da UEFA, Giorgio Marchetti, vai oferecer uma conferência no primeiro dia deste fórum no qual dará algumas chaves sobre a organização do próximo Euro 2020 e abordar as competições de clubes europeus.

Por sua parte, o secretário-geral da associação de clubes europeus ECA, Michele Centenaro, irá conversar na segunda jornada deste encontro com o diretor-executivo do Benfica, Domingos Oliveira; o responsável de relações públicas da Juventus, Stefano Bertola; e o diretor-executivo do Sevilha, José María Cruz; sobre o modelo de negócio dos clubes.

O presidente das Ligas Europeias, Lars-Christer-Olsson, junto ao diretor deste organismo, Jacco Swart, vai apresentar nesse segundo dia o seu ponto de vista sobre o modelo atual do futebol europeu e a "necessidade de proteger o equilíbrio competitivo", segundo o programa facilitado pela Soccerex.

Um dos membros deste organismo, o presidente da LaLiga Javier Tebas, também vai participar numa conferência, neste caso no primeiro dia do fórum, intitulada "Da crise à renovação", a respeito das mudanças no futebol europeu e as perspetivas de futuro.

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e o da Liga de Portugal, Pedro Proença, serão os encarregados de dar início a este fórum de dois dias junto ao responsável da Soccerex e presidente do Bordéus, Joe DaGrosa.

Também vão participar no encontro a secretária-geral da Federação Francesa de Futebol, Laura Georges, o responsável de comunicação do Manchester United, Phyl Lynch, o ex-internacional espanhol e responsável de relações internacionais do Villarreal, Marcos Senna, e o responsável da área de empresas do Baskonia-Alavés, Pablo Ortiz.

Além disso, vários ex-futebolistas vão apresentar os seus diferentes projetos profissionais após a retirada numa mesa formada pelo francês Christian Karembeu, o seu compatriota Louis Saha, os portugueses Paulo Ferreira e Nuno Gomes e a atual jogadora do Wolfsburgo, a americana Ella Masar.