EFENova Iorque

As pessoas que recebem a vacina contra a covid-19 da Moderna continuam a apresentar níveis elevados de anticorpos seis meses depois da segunda dose, segundo um estudo publicado na revista científica The New England Journal of Medicine.

A empresa americana disse, num comunicado publicado no final de quarta-feira, que as conclusões reforçam a sua confiança na proteção oferecida pela vacina.

A Pfizer e a BioNTech, cuja vacina utiliza uma tecnologia semelhante, também relataram na semana passada que a sua permanece altamente eficaz durante pelo menos seis meses, o tempo durante o qual se acompanhou os voluntários que participaram na fase mais recente dos testes clínicos.

No caso da Moderna, o estudo testou os anticorpos de 33 adultos seis meses após terem recebido a segunda dose da vacina e mostrou que praticamente todos continuavam a mostrar níveis elevados.

Segundo a empresa, estão agora em curso estudos para monitorizar a imunidade gerada pela vacina depois de seis meses, para além de outros ensaios clínicos sobre variantes do vírus que tenham surgido.