EFELondres

A variante do coronavírus detetada na Índia, chamada Delta, pode ser 60% mais contagiosa do que a encontrada em Kent (sudeste de Inglaterra), chamada Alpha, disse esta sexta-feira Neil Ferguson, um dos principais especialistas do Imperial College London.

"Estamos a receber mais dados", mas "infelizmente, as notícias não são positivas sobre a variante Delta", segundo Ferguson, que, falando à BBC Radio 4, disse que "a melhor estimativa neste momento é que esta variante (a indiana) pode ser 60% mais contagiosa do que a Alpha".

O perito, cujas análises ajudaram nas decisões tomadas pelo Governo britânico para o confinamento em março de 2020, acrescentou que espera mais dados a fim de estabelecer a eficácia das vacinas contra a variante Delta, que é agora predominante no país.

Ferguson salientou também que a maioria das pessoas hospitalizadas no Reino Unido com a variante Delta não foram vacinadas.

"É importante dizer que a maioria das pessoas atualmente hospitalizadas com esta variante, e com qualquer variante, não estão vacinadas. Portanto, é evidente que as vacinas ainda têm um efeito considerável", disse.

O Reino Unido registou esta quinta-feira 5.274 novos casos de coronavírus, o maior número diário desde finais de março, e mais 18 mortes, de acordo com as autoridades sanitárias britânicas.

Metade dos adultos no país receberam duas doses de uma vacina contra a covid-19, enquanto 75,2% da população adulta foi vacinada com a primeira dose.

A preocupação com o surgimento de variantes obrigou o Governo a reforçar os controlos das viagens internacionais e a reduzir a lista de destinos de viagem seguros.