EFEHarare

O funeral de Estado do ex-presidente do Zimbábue Robert Mugabe, que morreu no último dia 6, decorre neste sábado no Estádio Nacional de Harare, num grande ato com a presença de 11 líderes africanos.

O caixão com os restos mortais de Mugabe chegou ao estádio rodeado de militares de alta patente e parentes, entre eles a viúva, Grace. Todos caminharam por um tapete vermelho até a estrutura montada no centro, onde vão ser feitos os discursos de homenagem.

Vários cortejos militares e civis desfilaram pelo estádio, o maior do país, entre os cánticos de milhares de cidadãos que assistem ao funeral desde as bancadas.

Além do atual presidente do Zimbábue, Emmerson Mnangagwa, participam na cerimónia 11 chefes de Estado africanos, entre eles os presidentes de África do Sul, Cyril Ramaphosa; Quénia, Uhuru Kenyatta, e Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema, além de ex-líderes, diplomatas e altos cargos de todo o mundo.

Mugabe morreu aos 95 anos num hospital de Singapura, onde estava internado desde abril. Os restos do ex-governante foram transferidos na quarta-feira para Harare. Robert Mugabe será enterrado no Acre dos Heróis, um cemitério nos arredores da capital exclusivo para grandes nomes do país.