EFETóquio

Dois advogados japoneses que defendiam o ex-presidente da Nissan Motor Carlos Ghosn na Justiça japonesa apresentaram a sua demissão, segundo informou hoje um deles.

Os advogados que se demitiram são o chefe da equipa legal, Motonari Ohtsuru, e Masato Oshikubo, ambos do mesmo escritório, San-Law.

Os dois advogados, junto com um terceiro, falaram em conferência de imprensa no passado dia 8 de janeiro para dar detalhes do processo legal aberto contra Ghosn por causa da sua detenção em Tóquio a 19 de novembro de 2018.

A demissão foi comunicada por Ohtsuru à procuradoria do distrito de Tóquio, que gere o caso.

Não foram avançadas as razões da demissão ou quem irá agora assumir a defesa de Ghosn.