EFEMadrid

Os afetados pela erupção do vulcão na ilha espanhola de La Palma apresentaram 1.275 solicitações de moratória dos seus créditos até finais de outubro, 747 das quais foram concedidas, 10 negadas e as outras 518 ainda estão por resolver, segundo dados publicados esta quinta-feira pelo Banco de Espanha.

Estas moratórias fazem parte das medidas aprovadas para atenuar os danos causados pela erupção do vulcão de Cumbre Vieja e consistem na suspensão das obrigações de pagamento de juros e principal para os créditos e empréstimos, com e sem garantia hipotecária, concedidos a particulares e empresas afetados pela erupção.

Cerca de um terço das solicitações recebidas correspondiam a empréstimos com garantia hipotecária, explica a nota do Banco de Espanha, que acrescenta que a maioria dos beneficiários são pessoas físicas, sobretudo trabalhadores por conta de outrém.