EFELondres

Os bancos britânicos transferiram ou estão em processo de transferir ativos no valor de 900.000 milhões de libras (1,03 biliões de euros) à União Europeia (UE), o que representa 10% do sistema bancário do Reino Unido, segundo um relatório divulgado esta sexta-feira pelo "think tank" New Financial.

Como consequência do processo de restruturação provocado pelo Brexit, esse centro identificou cerca de 500 relocalizações de unidades de negócio, trabalhadores e entidades jurídicas à UE realizadas por 440 empresas.

As seguradoras, por sua parte, enviaram aos países comunitários mais de 100.000 milhões de libras (115.105 milhões de euros) em ativos ou fundos.

"Embora esta seja a análise mais exaustiva que foi feita até agora sobre o impacto do Brexit sobre a City (de Londres), pensamos que o resultado esteja subestimado. Estamos apenas no começo do Brexit", ressalta a New Financial em comunicado.

Dublin é a cidade mais beneficiada quanto ao número de movimentos, ao ter sido eleita para 135 das relocalizações.

Segue-se Paris (102); Luxemburgo (93); Frankfurt (62) e Amesterdão (48).